4.11.2007

Capitulo 1



O teu corpo detalhado na pintura de um momento perfeito, simbólico quase irreal

Meus labios percorrendo o teu corpo
Explorando cada detalhe da tua masculinidade
E o cansaco esqueceu de chegar
Deixou-nos entregues a uma vontade voraz
Incapaz de ser saciada em pouco tempo
Enxuguei cada gota de suor do teu corpo com o meu corpo
Entreguei-me a uma magia antiga, encantadora e envolvente
Possuiste-me tão ternamente tão exclusivamente
Superamos o tesão do momento
Não houve pressa
Houve um momento que precisou ser vivido intensamente

Não vou contar todos os detalhes do que fizemos porque contar poderia quebrar todo o encanto e despertar as mais intensas paixões que rolam por ai sem se consumarem.

1 comentário:

joaquim disse...

como é supreendentemente agradavel descobrir no texto de alguem o reflexo da vivencia emocional e fisica de muitos e as frustraçoes de outros é assim como se este texto fosse um radar o um espelho que e vem avivar as frustraçoes de uns e os momentos intensos ne outros.. para mim veio lembrar como é bom sentir orgamos na sua forma mais intença...